Detran quer usar câmeras contra fraudes em exame de autoescola

28/10/2015

Sensor no porta-malas vai acompanhar movimentos nas provas em SP.
Serão duas câmeras do lado de fora e três do lado de dentro do veículo.

O Departamento de Trânsito (Detran) de São Paulo planeja colocar câmeras e sensores em carros utilizados nos exames para tirar a Carteira Nacional de Habilitação (CNH). O objetivo do projeto é coibir as fraudes nas provas e a venda de carteiras de motoristas.

Os novos veículos devem ter sistema com duas câmeras no exterior e três no interior do veículo. No porta-malas, sensores vão armazenas informações do trajeto e as manobras realizadas pelo candidato. A ideia é que os dados sejam comparados com o relato do examinador.

Ainda assim, com o grande volume de provas, nem todos os resultados serão revistados. Só no primeiro trimestre de 2015, foram 70 mil exames feitos na cidade de São Paulo. Desses alunos, 25.786 foram reprovados.

“Não dá para ver todas as provas”, diz o diretor-presidente do Detran.SP, Daniel Annenberg, “Então vamos pegar as provas que dão algum problema: o examinador aprovou e não deveria aprovar e vice-versa. Vamos poder analisar e, se for o caso, fazer uma nova prova e inclusive afastar o examinador”.

Quanto ao financiamento dos veículos adaptados, o Detran ainda estuda se devem ser comprados pelo governo ou pelas autoescolas, mas garante que o custo não será repassado aos motoristas.

Já o Sindicato dos Centros de Formação de Condutores informa que vai esperar definições do Detran para estudar o impacto para o consumidor. O plano do Detran é testar o sistema em duas cidades nos próximos meses e implantar as mudanças em todo o estado no ano que vem.

*Fonte Portal G1